terça-feira, 10 de julho de 2012

amarras

preciso de uma realidade forte e suave
de gestos com palavras que me toquem
me prendam
me soltem
de desejos, não de sonhos
de mãos que me sustenham aqui
não me larguem para o céu

mas eu sei ser sozinha
e as amarras que preciso
prendo-as eu
por ora

(não chegam)

01.07.2012

4 comentários:

t i a g o disse...

tão bom

Kath disse...

Obrigada :)

Lin Na disse...

Muito bonito. num estilo mais simples que o costume... mas não perde nada pro isso. Gosto.

Kath disse...

Obrigada :) Ficou bastante mais simples, sim.